Certificação Ambiental: ISO 14001

fz

Já não é novidade que as exigências do consumidor brasileiro se elevam a cada dia. Os rumores de que a sustentabilidade se tornaria um diferencial competitivo para os produtos alimentícios, já são uma realidade notável em grande parte dos supermercados do país.

Hoje, não é raro observarmos uma grande diferença de preços quando comparamos produtos com algum tipo de certificação ambiental àqueles que não os possuem. Essa variação demonstra uma mudança na preferência do consumidor que, além da qualidade do produto, está cada vez mais atento à sua origem e processo produtivo.

Por conta disso, a indústria está se mobilizando para rastrear seus produtos e garantir uma origem sustentável para aquilo que entregam ao consumidor nos supermercados, o que, claramente, tem impactos para o produtor rural, que cada vez mais precisa fornecer condições de rastreamento e comprovar a origem sustentável dos produtos que está entregando. É nesse ponto que as certificações começam a ganhar cada vez mais popularidade no setor.

As certificações ambientais podem influenciar diretamente na lucratividade das propriedades agropecuárias, por isso ganham destaque a cada dia dentre os produtores de alimentos. Com diversas opções de selos e certificações disponíveis no mercado, hoje a ISO 14001 (Certificação de Gestão Ambiental da International Organization for Standardization) ganha destaque, sendo uma das mais respeitadas mundialmente.

Apesar das evidentes vantagens, o produtor ainda encontra uma série de dúvidas sobre a obtenção da certificação ISO 14001. Por isso, a Fazenda Sant’Anna, que é certificada com ISO 14001 desde o ano 2000, foi conversar com nossa parceira Mara Nechar Gorni,  proprietária da ZKT Consultoria e Assessoria, que ajuda no processo de certificação de nossas propriedades, esclarecendo as principais dúvidas sobre ele:

Fazenda Sant’Anna: quais seriam os principais benefícios de uma certificação ISO 14001?

Mara Nechar Gorni: em suma, os principais benefícios de uma certificação ISO14001 para o produtor rural são referentes ao ganho ambiental e financeiro, que se dão por meio da:

  • Obtenção de financiamentos de forma mais simples e a juros mais convidativos;
  • Aumento da visibilidade de seu produto no mercado nacional e internacional e consolidação da credibilidade perante clientes, fornecedores e consumidores;
  • Prevenção do dano e regularização ambiental, diminuindo possibilidades de multas ambientais;
  • Redução e reutilização de matéria prima, aumentando a produtividade.

Fazenda Sant’Anna: conforme sua experiência, quais são as principais dificuldades na implantação da certificação?

Mara Nechar Gorni: as maiores dificuldades para implementação do Sistema de Gestão Ambiental e certificação ISO14001 são referentes a fatores econômicos e recursos humanos.

O primeiro passo para implementação do Sistema de Gestão Ambiental é um mapeamento passivo da situação atual ambiental daquela propriedade rural, assim é possível ter uma visão holística das necessidades e adequações. Outro ponto avaliado é o atendimento à legislação ambiental vigente requerido pela norma, visto que isso envolve uma certa burocracia que pode atrasar a certificação.

Em relação às pessoas envolvidas, é notável alguma resistência às mudanças e a dificuldade em quebrar paradigmas antigos. Para isso, o Sistema de Gestão Ambiental prevê ações de motivação e treinamentos constantes que buscam assegurar práticas adequadas na execução de suas atividades.

O comprometimento da alta direção e a divulgação da Política Ambiental que declara os princípios e compromissos assumidos pelo produtor rural em relação ao meio ambiente, também são essenciais para o sucesso da certificação.

Fazenda Sant’Anna: e quais seriam suas dicas para aqueles que estão buscando essa certificação?

Mara Nechar Gorni: vou listar algumas dicas que acho fundamentais para a implantação da ISO 14001:

  1. Trabalhar a comunicação com outros produtores rurais, de forma que possam vislumbrar os benefícios alcançados e toda cadeia rural produza na mesma linha sustentável;
  2. Não desanimar com a burocracia que em alguns casos retarda a obtenção de licenças e outros documentos ambientais necessários para obtenção do certificado;
  3. Acompanhar o desenvolvimento e a evolução do Sistema de Gestão Ambiental e constatar os tantos benefícios obtidos;
  4. Divulgar a sua certificação e colher os frutos deste trabalho.

Nós da Fazenda Sant’Anna acreditamos que a sustentabilidade na produção agropecuária, atualmente, é um fator fundamental para o consumidor de proteína animal, dessa forma, entendemos que a certificação é um dos caminhos mais indicados para a adequação da produção à demanda, o que consequentemente irá aumentar a lucratividade das fazendas. Dessa forma, o investimento na certificação das propriedades se mostra muito importante para o desenvolvimento do agronegócio e o aumento de resultados positivos. Por isso, procure se informar e certifique sua propriedade!

Até o próximo!

Fazenda Sant’Anna

Nada é por acaso. Tudo é inovação.

Adicione um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *