Rancharia

(18) 3265-1329

Como fazer a criação de gado em pequenas propriedades

Apesar de ser uma marca em nosso país, a pecuária não é dependente de grandes territórios para produzir com eficiência. A criação de novas técnicas e aprimoramento do manejo nutricional fazem com que a produção seja ampliada independente da área disponível. A criação de gado em pequenas propriedades passa a ter uma importância econômica muito grande dado o volume e a qualidade da produção.

O potencial de pequenas propriedades na criação de gado, seja para a produção de leite ou carne, molda-se conforme o manejo escolhido e os tipos de técnicas aplicadas. Em geral, o manejo nutricional é uma das principais questões que precisam ser adequadas à escassez de espaço. O gado precisa contar com uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes para que seu desenvolvimento seja pleno.

Conheça dois métodos de criação de gado em pequenas propriedades que podem render bom retorno ao criador: confinamento de gado e pastejo rotacionado.

Confinamento de gado

O confinamento de gado tem como ponto-chave a exigência de pouco espaço para a criação de gado, pois os animais são acomodados em áreas menores e o alimento é fornecido em cochos. Assim, tem-se um maior controle sobre a alimentação e condição geral do bovino, e pode-se aproveitar melhor o espaço colocando mais cabeças em uma área menor.

Neste tipo de sistema intensivo, é importante o investimento em uma estrutura cuidadosa que atenda às necessidades da produção. Também torna-se fundamental o acompanhamento de uma equipe de veterinários para orientação quanto alimentação, manejo sanitário e manejo reprodutivo.

Pastejo rotacionado

Neste tipo de manejo, o destaque fica por conta da qualidade do pasto. A área disponível é dividida em piquetes e dedica-se uma atenção especial à adubação e à preparação da forragem mais indicada para o objetivo da fazenda.

Estes cuidados resultarão em um pasto bem-preparado para receber os animais, que ficarão no piquete por um determinado tempo e depois serão transferidos para as demais divisões até que a primeira área esteja recuperada e possa receber novamente o gado.

Este sistema permite que grande quantidade de animais se concentre em um pequeno espaço, sem prejuízos para sua nutrição, pois existe alimento em abundância.