Rancharia

(18) 3265-1329

Saiba com funciona o ciclo reprodutivo da vaca leiteira

Conhecer detalhadamente o ciclo reprodutivo de uma vaca leiteira é fundamental para otimizar a produção de leite. Quando não se identifica precocemente o período de cio, acontece um atraso no ciclo, o que resulta em maiores intervalos entre as gestações, menor nascimento de bezerros, menos períodos de lactação durante o ano e, consequentemente, em prejuízos para a fazenda.

É importante lembrarmos que o custo de manutenção de um animal que dá poucos retornos é alto e, muitas vezes, isso não é vantajoso. Entretanto, deve-se considerar que, em alguns casos, o problema não está na fêmea e sim na sua identificação sobre os momentos do período reprodutivo.

Período de produção de leite da vaca leiteira

Uma fazenda com excelência na produção de leite deve contar com elevados índices de animais em fase de lactação. O ideal é que os nascimentos sejam anuais, respeitando a duração de nove meses e meio de gestação e cerca de 85 dias do período de serviço. Esse último é entendido como o intervalo entre o parto e a próxima cobrição.

A lactação começa após o parto e segue até pouco tempo antes da próxima cobrição, sendo que a duração depende da qualidade racial do rebanho. Em geral, animais mestiços produzem menos. Por isso, ao investir em um rebanho de vacas leiteiras, é necessário se atentar à qualidade racial do gado bem como cuidar de um constante processo de melhoramento genético.

Primeiro ciclo reprodutivo da vaca leiteira

O que melhor representa a qualidade racial de uma novilha é a precocidade para se atingir a maturidade sexual. Em linhas gerais, o primeiro parto deve acontecer quando a matriz atingir 90% do peso de uma vaca adulta, o que tende a acontecer por volta dos 24 meses.

Além da qualidade genética, também é fundamental investir em nutrição e manejo sanitário adequados.

Como ter vacas leiteiras produtivas

A qualidade das vacas leiteiras está diretamente ligada à sua genética e, para ter isso no seu rebanho, é essencial investir em reprodutores e matrizes de raças com alto potencial na produção de leite, como a raça gir, por exemplo.

Para melhorar a qualidade genética da sua fazenda, você pode acompanhar a agenda de leilões da Fazenda Sant’Anna que coloca à venda os melhores animais do seu rebanho.