Rancharia

(18) 3265-1329

Transporte de gado: cuidados para evitar estresse do animal

O transporte de gado é sempre um momento que requer bastante atenção, pois o estresse gerado interfere diretamente na qualidade da carne bovina e na remuneração do pecuarista. É inevitável que o animal sinta o incômodo do deslocamento, pois trata-se de algo que não faz parte do dia a dia. Os animais podem se sentir ameaçados, cansados e com um desconforto físico e psicológico muito grande.

Muitas vezes, a aglomeração de animais em um espaço pequeno sem água e comida disponíveis pode gerar situações de estresse que levam à perda de peso e, consequentemente, a uma queda na produção e lucratividade. Existem casos, ainda, em que o gado se machuca e a dor aumenta os níveis de tensão, deixando o animal ainda mais inquieto. Muitas vezes estes machucados ainda podem representar perdas significativas no volume de produção de carne.

Para muitos criadores de gado, o transporte é a etapa mais crítica de todo o processo. A preocupação com o bem-estar dos animais deve estar em primeiro lugar, por isso este deslocamento precisa ser bem planejado e feito com o máximo de cuidado possível.

Cuidados para fazer o transporte do gado

Para minimizar o estresse e fazer o transporte de gado ser menos agressivo ao animal, é preciso iniciar o planejamento ainda na fazenda. A reatividade de um rebanho de gado é responsabilidade do sistema de criação; ou seja, os animais muito ativos (e até agressivos, em alguns casos) pode estar relacionado com o manejo em que são criados, tendem a demonstrar um comportamento menos propício para um transporte tranquilo.

Sabemos que as estradas brasileiras, tanto rurais quanto rodovias, não ajudam muito na missão de oferecer o mínimo de impacto aos animais durante o transporte; por isso o papel do motorista passa a ser ainda mais importante. Os condutores precisam ser bem treinados, cautelosos e preparados para as necessidades deste tipo de transporte.

O planejamento deve incluir uma previsão sobre o melhor período para fazer o embarque e transporte, pois as altas temperaturas de determinados horários do dia podem fazer mal ao gado de corte